23 julho 2014

Ela

Realmente, não sei como ela funciona . Como e por que me lembra e coloca o passado em evidencia do nada. Não sei por que as vezes parece -de propósito- me martirizar com pecados e atitudes que nunca, nunca mesmo poderei e nem ao menos terei jeito de voltar e apagar ou até sei lá... Reparar o dano.

Sei que todo mundo erra, e que fazemos coisas sem pensar. E que machucamos uns aos outros sem parar... Aliás, conclui que o ser humano em geral passa a vida consertando erros passados de uma forma quase que compulsiva.

De verdade? Não sei mesmo por que ela é má comigo ao me olhar no espelho. Não sei por que me faz pensar em números e loucuras que ela mesmo não deve saber de onde vieram. Fico com a hipótese de que ela gosta de afrontar, de confundir, de me fazer pirar.

Enfim, a mente? Ela mente! É um labirinto onde qualquer um, ou todos podem se perder.

3 comentários:

  1. Comecei lendo o texto com milhões de coisas para comentar. Terminei sem nada... sem nenhuma palavra.

    Silencio. (E admiro).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. obrigada por comentar...^^ acompanharei seu blog :)

      Excluir
  2. Talvez a mente não minta. Ou, pelo menos, nem sempre mente. Talvez ela diga a verdade de que a ilusão a convenceu. Então, será ela má, por isso? Ou tão vítima como nós, tão somente? Infelizmente, não há como saber se a mente mente no que está a dizer. Pergunte a outra pessoa que seja competente em entender de mente. Mas é bem possível que quando outra pessoa comente a tua mente, a tua dúvida aumente!... Beijosssssssssss

    ResponderExcluir