06 outubro 2014

Pegue minha mão, pegue minha vida inteira também

Ouvir Can't help falling in love - Elvis ( versão Ingrid Michaelson)

    Tem dias que nada flui, que  tudo parece ser ruim. E as horas são embaladas, amarrotadas, envolvidas por baladas antigas e tristes. Se olha para fora tentando encontrar o que na verdade só pode ser achado dentro. Dentro de si mesmo. Por que meu bem? Por que me perco em mim mesma?       Existem minutos preenchidos de raiva... De medo. Dias quentes que são invadidos por ventos frios. São como comer uma comida linda e colorida, mas sem sabor.
   São ecos, fantasmas que voltam para assombrar... São feridas, como um machucado que pulsa a carne, que arde, que dói, que jorra...

   Tem dias que são pura monotonia, pura saudade. Pura agonia de perceber que o tempo não se pode controlar. Que as vozes morreram, que melodias novas nunca mais poderão se formar por elas.
   Tem dias...



Um comentário:

  1. Tem dias negros, coloridos, nostálgicos e por aí vai...
    Mas, sempre há beleza em cada um deles...
    Gostei muito do seu texto!!!

    Bjo, bjo!!!

    Mesmices & Epifanias

    ResponderExcluir