06 setembro 2015

Ao entrar

  Não abandonei  o blog, abandonei meus pensamentos sobre mim. Faz um grande tempo em que chego aqui e...
 Coloquei meus pensamentos em silêncio induzido. Não queria sentir, não queria saber mais sobre mim, e estava contente em não criar expectativas sobre nada. Seria mais fácil se todos os meus pensamentos e dúvidas sobre minha atual situação fossem colocadas em uma caixa de difícil acesso, assim, poderia tentar viver um dia após o outro sem me importar se dói, se sangra ou se estabiliza.
  A verdade é que tentei. Tentei fazer tudo isso dar certo e ser mais racional a respeito da vida, mas percebi que sou fraca demais. Eu sinto demais, vivo demais, crio expectativas demais. E no fim, me frusto demais!
  Chego a conclusão que a vida é uma droga as vezes, e que nenhuma filosofia barata pode acalmar o oceano de pensamentos tristes e desanimadores que um ser humano frustado pode vir a sentir. Afinal, a maioria de nós opta pelo mais fácil, pelo o que terá que usar menos força, e a redenção é o mais fácil sempre.
  As ondas vem e você para não se afogar pula, mergulha, nada de volta para praia. E ai vem alguém e diz para não desistir e você pensa que tudo bem, que aguenta mais um pouco... Uma hora você pega o jeito e domina a maré. Mas a verdade dentro de você quando o cansaço vem é bem diferente, você entende que o mar é maior e mais forte que você e que no fim a maré sempre vence!
  Minhas palavras podem até ser desanimadoras, mas hoje não estou afim de pensar positivo ou criar esperança... Eu apenas quero analisar tudo e descobrir um jeito de não desperdiçar tanto oxigênio e força, só quero descobrir um jeito de não entrar nesse mar.

2 comentários:

  1. Há um jeito de não entrar no mar... Há um jeito de não se sentir mais tão fraca... Há um jeito de não encontrar como escape apenas filosofia barata... O jeito é correr riscos pelo bem. Quem corre risco por ideais não tem tempo a perder com traumas. Eu morro todos os dias! Então, minha vida não tem tempo para eu me preocupar com nenhum medo. Beijossssssss

    ResponderExcluir