06 janeiro 2016

Deve estar escrito em algum lugar

As horas, os dias, os meses. Quando paro para pensar parece que foi em outra vida, uma vida onde nada era tão sério como é hoje, onde as palavras saiam sem significado nenhum. Onde as coisas que eram quebradas podiam ser coladas.
Deve estar escrito em algum lugar, tudo o que aconteceu. Aquela versão, a minha seguida de uma aversão ao que acontecia. As verdades batizadas de pequenas mentiras. Todas as frases, promessas que ficaram submersas em um oceano lotado de sentimentos doloridos, falsos, programados para iludir.
A montanha russa emocional que era saber que podia viver sem aquilo versos a mentira linda que era contada... Que estávamos destinados a ser o que éramos, toda ficção do ter o que na verdade... Não existia verdade.
Você se mostrava uma maré baixa, uma miragem. Um mar onde  entrei mas que me enganei, virou maré viva e me afogou. Lá no fundo, sem ar, sem forças para sair...
Deveria estar escrito em algum lugar o mau que você faz, deveria estar escrito no frasco todos os efeitos colaterais que pode causar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário