09 março 2015

tic tac



É ele. Ele não pára.
Ele com seu barulho em meio ao silêncio da noite a irritar
Ele que é quadrado, redondo... Retangular. Ele que habita em paredes, em pulsos, em bolsos.
Ele que marca, que define, que limita.
Ele com seu tic tac pelo ar...
Ele o relógio, que mostra o tempo a passar.